Boas vindas a quem chega!

Este é um blog destinado a falar de tarot. Para escrever sobre tarot e suas infinitas possibilidades. Para ler tarot, presencialmente ou online.

Para agendar a sua leitura, entre em contato: pietratarot@icloud.com ou (11) 98136-2050

sábado, 30 de abril de 2011

Um trabalho para inspirar o Dia Mundial do Tarot

Só uma coisinha bonitinha que eu gostei de fazer... quero aproveitar Paranapiacaba, SP, para fazer minhas artes... foto, filme... E dia 25 de maio, vamos todos celebrar!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Lendo com a Lua Cheia - abril/maio

Magical Forest para a lunação.
Como eu faço todo mês, quando chega a lua cheia, eu faço a minha consulta ao tarot. É a minha orientação, meu guia. E preciso dizer que este mês as cartas me assustaram um tanto.

A tirada que eu costumo fazer é: 2 arcanos menores - um de saída e um de chegada. E um arcano maior que vai ser o jeito de fazer esse caminho. Assim, a saída é o 2 de espadas. A chegada, o 3 - sim, eu embaralhei e tirei as cartas de lugares diferentes do baralho. E o caminho é o Eremita.

O que eu achei bacana, foi ver que o caminho avança, do 2 para o 3... da introspecção para a manifestação - 2 para 3 (com um toque de uma nova ideia, uma nova semente, um ás, 2+1=3).

Ficar quietinha... não abrir o bocão... E preciso dizer... até agora, lidar com o 3 de espadas é mt lidar com pequenos perrengues que estão enchendo o saco... que chato!
E vou dizer: ouvir, entender, digerir... e não sair batendo é um movimento interessante para o 3 de espadas.
Bom... é preciso fazer o melhor, certo? Com a lanterna do Eremita, seguir o caminho. Seguindo...

Ver o 3 de Espadas se espalhando demanda muito do Eremita. Demanda calma... e a sabedoria de que: as coisas sim se repetem; e como é que lidamos com elas da outra vez mesmo? Sabedoria de que tudo passa... O que será essa outra espada que se põe do 2 para o 3? A ideia definitiva. A que nos mostra um caminho a seguir e que, às vezes, o caminho tem um tanto menos de flores e um tanto mais de espinhos. Pensar pode doer. Comunicar uma forma de pensar, pode machucar quem está ao redor, ou nós mesmos. Nem sempre somos nós quem comunica. Podemos receber essa comunicação. E é bem aí que ser o oraculista pode doer... quando a "novidade" é enfiada garganta abaixo. Tem horas que acontece...

 Paciência, Eremita, que toma seu caminho... Paciência.

E vamos que vamos porque tem Chá de Tarot para cuidar e Confraria para organizar.
Vamos?
Pietra

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Um escritinho off e um selinho =)

Selo gentilmente oferecido pela Luciana Onofre e pela Kytanna, via Caldeirões, Crias e Magia. E quero indicar 7 blogs de pessoas que acredito serem versáteis em suas vidas... Alguns em inglês. Ah, sim, é preciso tb escrever 7 coisas sobre mim...

To the ones who are coming here due to the indication I gave you, this little "award" is for the versatile bloggers I feel you are!
Now, if you feel like it, share the award with 7 other bloggers and write 7 things about yourself.
I think these kind of things are really fun!

My nominees:
- Tarot Elements - love the way you guys write about all things tarot!
- Fool Stop Tarot Blog - for all the work people at US Games do!
- Bruxaria.net - por tudo que faz de legal pela Bruxaria no Brasil - digam o que digam!
- Cerealia, porque se têm pessoas que sabem mexer com coisas espirituais , a Inês é uma delas!
- Kallisti, an apple in pandemonium - because I simply love her views on Hellenism!
- AMused Grace - Thalia Took is an amazing artist! Love her work since forever!
- Tarot in a teacup - tarot as seen from the bottom of a tea cup. Sensitive and beautiful!

And now 7 things about me...
As 7 coisas pietrícias:
- Sou uma pessoa-gato. Nem mais, nem menos!
I am a cat person. Nothing more, nothing less.

- Amo esmaltes e estar de unha feita.
I love nail polish and having my nails done!

- Gosto dessa coisa de ser dona de casa. Acho divertido!
I love being part-time housewife. I like the responsabilities of life-sharing.

- Gosto muito de livros/filmes que tenham mulheres e comidas, como Julie & Julia, Chocolat ou Sob o Sol da Toscana.
I love movies/books about women and food, such as Julie & Julia, Chocolat and Under a Tuscan Sky.

- Ainda não sei se minha cor favorita é vermelho ou verde.
I still don't know if my favorite color is either red or green - love'em both!

- Não gosto muito de shows... O único pelo qual eu me movimentaria seria da Loreena McKennitt. Acho que ela é uma das pessoas mais inspiradas que eu já ouvi,
I don't like concerts very much. The only one I would be excited about would be Loreena McKennitt's. I believe she is one of the most inspired people ever!

- Adoro os números 5 e 19.
 Love numbers 5 and 19.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Leituras: cortes com o Paulina Tarot

Paulina Tarot.
As cortes.
Este fim-de-semana prolongado foi muito proveitoso em termos de leituras. Trabalhei tanto com o Sun and Moon Tarot, quanto com o Paulina Tarot. E, com o último, tive ótimas experiências, principalmente com as cortes.

Fazer leitura com as cortes é sempre uma coisa complicada. Porque nem sempre sabemos se estamos nos dirigindo exatamente a uma pessoa, uma energia ou um acontecimento.

Embora seja uma parte dos arcanos menores que sejam mesmo um tanto complexo - e não diminuindo a complexidade dos menores - porque temos, tradicionalmente, uma visão mais de pessoas... Sim, nas interpretações mais antigas e mais tradicionais, sempre que encontramos uma carta de corte, estamos falando de uma pessoa e, com elas, também podemos determinar características físicas e psicológicas. E isso é possível? Claro que sim!

Porém, com o adiantamento dos estudos e da diversa troca de experiências e percepções dos tarólogos, as cortes passam a ganhar uma dimensão simbólica muito maior. Quando falamos de rainhas, por exemplo, claro que estamos falando de mulher, mas além do físico e paupável, também estamos falando de diferentes arquétipos de mulher. Uma que é mais ativa, outra mais faladora, outra que precisa de cuidado para não fazer da vida um drama... E isso se parece com alguma mulher que vc conhece? Posso apostar que sim.

Aliás, uma das formas curiosas de aprender mais sobre as cortes é tentar relacionar aquelas pessoas do deck com pessoas que vc conhece... quem é o rei de espadas que vc conhece? E isso não se prende somente aos homens, mas podemos conhecer crianças muito maduras e muito sinceras capazes de agir como um rei de espadas.

Como energias, as cortes nos falam de inícios e exploração; de movimento e busca; de nutrição e amor; de maestria e poder. Pagens, cavaleiros, rainhas e reis. Sim... cada um deles tem uma energia, um papel. Nessas horas, estou morrendo de vontade de ver Game of Thrones, da HBO, para poder ver essas cortes e quem é quem...

O que eu posso dizer é que nas leituras que fiz com o Paulina esse fim de semana, vieram muitos arcanos de cortes... muitos meeeesmo... inclusive em leituras de 3 cartas com 3 cortes... e aí? Algumas ideias que eu tive...
- geralmente são as cartas que estão em volta que mostram se estamos falando de uma pessoa ou de uma energia ou mesmo, de um movimento.
- quando eu tive 3 cartas de corte juntas, e o assunto era trabalho, certamente estamos falando de pessoas envolvidas no assunto.
- conhecendo melhor o consulente, fica mais fácil saber se aquela corte é a pessoa em si ou uma pessoa relacionada.
- confie na sua percepção... ela ajuda a entender o que aquela carta está apontando.
- sempre tenha cartas junto das cortes para ajudar com um direcionamento.

Sobre o deck, o Paulina Tarot, ele é meio "dream-like", uma coisa meio de sonho... os desenhos têm muitos traços, muitas linhas. É um deck romântico, de cores suaves. Vemos nele pessoas, animais e elementos naturais interagindo, às vezes, na mesma imagem, no mesmo elemento. Em algumas cartas, ele saí um pouco dos símbolos, dos desenhos mais tradicionais, mas é gostoso de interpretar e dá um jogo fácil de lidar.

Se vc tem alguma experiência bacana com as cortes, conte!
Bjos
Pietra

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Mais um escritinho no Aeclectic!

Fiz um texto sobre o Sun and Moon Tarot para o site Aeclectic Tarot =)

O primeiro texto é da Bonnie Cehovet, o segundo, meu!

Confira aqui! em inglês

Pietra

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Test-drive do Sun and Moon Tarot

Ontem eu tive chance de experimentar o Sun and Moon Tarot para fazer leituras para pessoas que não são "de casa". E tive algumas impressões.

Eu fiz duas mandalas astrológicas ontem com o ele. E me é interessante como ele se coordenou legal com a tirada. Aliás, como ele mostrou umas coisas mt pontuais.

A Torre e o Príncipe (cavaleiro) de Ouros.
A primeira, foi que numa leitura de casa 2, onde residem as questões de materialidade e bens, na casa astrológica de Touro, aparece o Príncipe de Ouros, que tem examente um TOURO! Eu adorei a sincronicidade. O consulente também.

A segunda, foi numa outra leitura, tb de mandala astrológica, que na casa 4 de Câncer e coisas de casa e rotinas, me sai, linda e formosa A Torre. Literalmente, a casa caiu! Foi preciso bastante tato para dizer isso para a pessoa. Que ela precisava curtir e olhar o jardim e o céu lá fora... senão, um raio toma a casa e só sobram caquinhos.

Aliás, nas leituras todas, foi muito fluído e muito gostoso ler com ele. Tanto para conversar com os menores, com suas referências do Thoth, que é um deck que eu conheço bem, quanto com os maiores e suas cartas que mostram até o que é mais sério com uma certa leveza. Principalmente na segunda leitura.

E se vc quer uma leitura com o Sun and Moon Tarot, é só me escrever! dichiaroluna@gmail.com
Pietra

terça-feira, 19 de abril de 2011

Tarot, História e a minha espiritualidade

Tarocchi players. 
Embora esse blog não seja um para explorar extritamente a minha espiritualidade e tudo que eu acredito como strega, é impossível dissociar o tarot da minha ancestralidade, e por isso, tarot e eu estamos juntos há certo tempo.

Escrevi um texto explorando um pouco as ideias de Michael Dummett e suas descobertas sobre o tarot e sua origem e crescimento no norte da Itália, lá, onde minha família pegou o navio e veio para o Brasil =)

Leia aqui!

Pietra

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Texto sobre o Pagan Cats Tarot

Saiu meu texto no Aeclectic Tarot sobre o Pagan Cats Tarot!
Você pode ler aqui! É o segundo texto =)
Estou achando esse exercício divertido!

Pietra


sábado, 16 de abril de 2011

Sun and Moon Tarot

Note o jacaré na carta dO Louco.

Eu sempre me surpreendo com a capacidade que artistas e estudiosos do tarot têm de nos deixar encantados. E como é diverso esse universo. Cada artista ou cada tarólogo que lança um livro, nos coloca dentro de seu mundo e com ele, nos preenche de ideas, conceitos e entendimentos.

Conheci o Sun and Moon Tarot da Vanessa Decort, a mesma do Vanessa Tarot (extremamente girl-power). E fiquei maravilhada. 

Primeiro com a Arte, simples e extremamente expressiva, que trabalha as cores como parte integrante dos arcanos e de seus significados, criando um "ambiente" para cada naipe, por exemplo. Todos os personagens das cenas presentes no deck não tem um rosto, porém é como se vc pudesse ver suas expressões, ou nelas, ver a sua expresão perante aquela cena, aquele acontecimento, aquela divinação. Assim, é um baralho de muitas possibilidades.

Eu conheci esse deck pelo site Aeclectic Tarot e fiquei muito curiosa, e o que mais me chamou a atenção e me fez querer o deck muito muito, foi ver que, na Roda da Fortuna, o animal que desce é um jacaré. E eu acho jacarés animais muito curiosos, que podem render boas discussões e histórias... são antigos, grandes, firmes e botam medo... mas também tem cara de gentis e acredito que sejam animais muito resilientes. Bom, foi o jacaré. E, que bom que foi o jacaré, porque junto dele, eu ganhei um deck muito rico tanto em imagens animais quanto em significado e fazer humano.

Quando eu o levei para casa e abri a caixinha - feito na China e não mais na Bélgica - eu me deparei com uma carta falando sobre a artista e fiquei muito entusiasmada quando ela diz que seu primeiro deck foi um Thoth Tarot. E eu preciso dizer que amo esse deck. E que foi inspirada nele que ela desenvolveu o Sun and Moon Tarot. Pirei!

Existe sim todo um elemento hermético para ele, juntamente com um cabalista (que não é bem minha praia, my cup of tea, mas de qualquer forma), um elemento astrológico... e claro, um grande elemento artístico. 

Muitos decks que vemos por aí são interpretações e ideiarios do Waite-Smith Tarot, desde os mais descarados como o Gummy Bear Tarot até o Pagan Cats Tarot, que traz bem a tradição RWS. Aqui, temos uma re-visita ao Thoth Tarot em uma vista leve, alegre, colorida e, quiçá, com menos "dark side" que o original.

As cartas, portanto, seguem muito a ideia do Thoth, como por exemplo, nos arcanos menores, que seguem a mesma nomenclatura dada por Crowley, e as cortes, que remontam aos desenhos originais, porém com figuras étnicas. Sem dúvida, os desenhos vão além daqueles propostos no baralho original, sendo, por exemplo, o naipe de espadas feito totalmente em nuvens.

Já os arcanos maiores seguem por diversos caminhos, mas é certo que vamos encontrar neles todos os símbolos mais tradicionais, como os pilares da Lua, as flores do Sol, a balança da Justiça.

O deck Sun and Moon Tarot é um alívio para os olhos e parece fazer da leitura a profundidade do Thoth com a alegria que ele só tem =)

Sun and Moon Tarot
de Vanessa Decort
US Games Inc.
2010


Gostou do deck?
Você pode adquiri-lo no Brasil, direto da Casa de Bruxa!
Pietra

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Do Louco...

nesta lunação.
Joanna P. Colbert coloca em seu livro que acompanha o Gaian Tarot sobre o Louco/ O Buscador:

"Eu faço da minha vida uma oração andarilha."

Acho que é isso mesmo...

Domingo a lua é cheia de novo... uma nova orientação vai sair... vamos ver o que vem. =)
Me diverti com os meus 4 maiores. Um por semana.

Pietra

quarta-feira, 13 de abril de 2011

No site Aeclectic Tarot

Um site excelente para quem deseja conhecer diferentes tipos de decks, publicados ou não! Além de fornecer um e-book para quem quer aprender tarot e dicas de leitura e interpretação. Esse é o Aeclectic Tarot.

Outro dia, passeando por ele, eu percebi que o querido Kitchen Tarot não tinha um texto falando sobre ele. Não me furtei! E o escrevi.

Saiu essa semana!

Para quem se interessar, está aqui! (em inglês)

Em breve, mais um texto, sobre o Pagan Cats Tarot!!
Pietra

domingo, 10 de abril de 2011

O Mago

3a. semana da lunação... de acordo com a minha tiragem, a semana do Mago... E o Mago, num ano de Mercúrio pode ser muito auspicioso =)
The Magician,
Gaian Tarot de Joanna P. Colbert

E essa semana eu me peguei olhando o livro que a Joanna P. Colbert escreveu para acompanhar seu Gaian Tarot. É um livro que fala, além de significados das cartas, de meditações, de inspiração (inclusive para compreender o porque a autora fez o deck como fez). E lendo as perguntas para reflexão sobre o Mago - mago que toca tambor... praticamente um xamã - ela propõe:

"Quando sinto que estou canalizando a energia espiritual para a forma física?"

Essa semana eu tive a resposta antes de ler a pergunta: lendo tarot.
Estudando tarot. Escrevendo. Conversando. Juntando as pessoas.

Trabalhar com o tarot essa semana me deu um sentimento muito gostoso! Daqueles que a gente costuma ter quando sai de um ritual bem feito...

Tarot é um instrumento, uma coisa física que faz com que a minha chama interna queime. Muito... e que faz uma pessoa mais próxima do meu espírito e da minha essência divina. Que coisa deliciosa.
É um jeito de ficar divina... um jeito de ser =) Gosto muito disso!!

sábado, 9 de abril de 2011

Do Chá de Tarot de abril

Gaian Tarot, de Joanna P. Colbert.
www.gaiantarot.com
Mais um encontro presencial do Chá que foi uma delícia por tudo que aprendemos, trocamos etc.

O tema de abril foi A Lua.

A proposta foi pensarmos em palavras-chave sobre ela e todas as nossas possíveis interpretações e ideias sobre esse arcano que sempre dá pano pra manga.

Falamos do caranguejo que sai da água e que vai fazer seu caminho entre os portais, para chegar ao  Sol. Falamos de sua carapassa que pode ser pesada, mas que protege. Falamos da Lua que clareia e da que escurece. Falamos de tempo, paciência... de ciclos, de magia. Pensamos no que é oculto e no que ainda não está pronto para os olhos. E com essas palavras estabelecidas, fizemos uma dinâmica que eu aprendi no blog do James Wells.

Fazemos assim:

Original em http://jameswells.wordpress.com/2011/02/01/imbolccandlemas-tarot-game/
Tradução e adaptação, Pietra di Chiaro Luna

Esse trabalho pode ser feito com vários fins de entendimento e de guia de uma leitura. Em verdade, estamos abordando um trabalho terapeutico e de troca de leituras entre pessoas em um encontro de tarot.

Como trabalhar:
A. Em roda, escolhemos um deck e dele podemos: usar todo o baralho ou escolher cartas que nos sirvam a um propósito, como uma leitura de primavera ou de materialidade etc.

Para a leitura com o tema do arcano 18, A Lua, vamos ter uma vela que será nosso ponto focal e guardião das nossas iluminações sobre o arcano, discutido previamente. Deixaremos o arcano ou uma representação da lua para nos inspirar perto da vela.

A cada vez que o deck passar para os participantes, vão tirar uma carta para completar uma frase, ligada com o tema do jogo, da leitura.

No caso da Lua:
1. Eu me escondo atrás de ______________.
2. O meu potencial mágico é ____________.
3. O que eu preciso saber e ainda não enxergo é __________.

A primeira reflexão é pessoal, frente à frase e ao arcano vindo, como uma leitura de palavras-chave., muito rápida.

B. Quando as três cartas de todos os participantes estiverem nas mesas, fazemos uma interpretação coletiva, onde todos podem discutir e conversar sobre as cartas de todos, trocando leituras.

C. Uma última vez, depois que todas as conclusões foram feitas, o baralho é repassado, e cada um agradece por uma coisa que tenha aprendido e recoloca suas crtas de volta no deck.

D. A carta que representa o espírito da leitura volta para o baralho e a vela é apagada. Ela pode ser presenteada a um dos membros do grupo.

Se mais alguém experimentar essa dinâmica, me deixe saber como foi!

Até o mês que vem!
Maio tem Chá de Tarot em Paranapiacaba e na Casa de Bruxa!
Pietra

Como se fosse a primeira vez

6 de copas
Waite-Smith Tarot
Essa semana eu tive uma experiência muito esquisita e muito grata.

Com as aulas online de tarot acontecendo, muitas coisas interessantes podem acontecer. Afinal de  contas, quando juntamos pelo menos 2 tarólogos, dois decks e dá a eles algum tempo, SEMPRE sai coisa boa. E foi na aula de segunda-feira que aconteceu...

Quando falávamos de arcanos menores e os caminhos que eles perfazem em leituras de 3 cartas, encontramos o 6 de copas.

Vale ressaltar que no começo da aula, combinamos que iríamos usar o mesmo deck - e o escolhido do dia, foi o Waite-Smith Tarot - que aliás, veio na edição comemorativa de 100 anos de publicação. Bom, dito isso, segue a história...

Ao pegar o 6 de copas na mão e começando a falar sobre ele e a questão até das boas memórias que ele pode trazer, eu me dei conta de uma coisa... e aí, o estranhamento... me pareceu que era a primeira vez que eu via aquele 6 de copas. Me pareceu mesmo que eu nunca tinha visto aquela representação... uma das mais antigas... e ali estavam as crianças e as flores, os talvez lírios, os sorrisos... e a mim, aquilo parecia muito novo.

Tarot Mitológico
da Liz Greene.
Acho que tem horas que a gente se envolve tanto tanto com tantos tantos decks que vemos e conhecemos que, quando algo tão singelo quanto um 6 de copas Waite-Smith aparece, entramos em encantamento. E acho isso maravilhoso! Porque conseguimos sempre, sempre nos encantar com os nossos decks =)

No fim das contas, nos pegamos pensando... para estudar os arcanos menores, acabamos nos remetendo aos decks que temos mais experiência... quiçá o nosso primeiro de estudo, nossa referência. E, no meu caso, eu me remeto à Psiquê segurando lírios e olhando para o mar... e pensando no que aconteceu e como era bom estar com Eros. Uma espécie de saudosismo... E de boas lembranças...

Claro que, quando temos um deck nas mãos, trabalhamos com seus símbolos e representações... e acredito que nos "acostumamos" com as imagens dos nossos decks mais queridos. Como era a primeira leitura que eu efetivamente fiz com o Waite-Smith, eu acho que ganhei um presente =)

Algum deck já te apresentou essa surpresa?

Pietra

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Convite para escrever: Blogagem Coletiva

Apresentamos mais uma oportunidade para pensarmos e escrevermos sobre o Tarot!

Não somos nós os que o encontramos e sim ele, o tarot, o que surge no momento certo em nosso caminho. 
Pode ser um encontro rápido apenas anunciando uma permanência maior no futuro, ou ele pode vir, sentar na sua mesa e ficar para sempre... Mas quem o encontra, e com ele conversa não será jamais o mesmo após esse cara a cara.
Como aconteceu esse encontro com você? Sempre há uma lembrança, um momento marcante, um instante inesquecível que fica na escrita do Tarot em nosso livro da vida.

Nos envie seu link com sua postagem até o dia 25 de abril, nos emails dichiaroluna@gmail.com ou creattrix@gmail.com


Vamos prosear!
Pietra e Luciana

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Pensando...

Pesquisando pessoas, sites, blogs eu percebi... sabe quanta gente boa e interessante tem por aí trabalhando e fazendo o tarot no Brasil?

São tantas com coisas tão legais que parece que tem horas que eu não sei o que ler primeiro.

Tarot divinatório... terapêutico... histórico...

É, gente. Fazer a Confraria é uma delícia... e abre portas para conhecer gente nova.

Nós, que amamos o tarot, somos muitos por muitos lugares =) Que bom!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Blogagem Coletiva: Previsão para o Ano Astrológico de Mercúrio


Hoje eu tirei a minha carta de previsão. E o fiz no trem, indo para o trabalho. Então, minha previsão para 2011 é mais financeira e material: 7 de ouros.

Magical Forest Tarot, 7 de ouros
Arquétipo universal: (...) talvez vacile entre a entrega e a ansiedade em saber o que será. As coisas estão fora das suas mãos (...) as plantas seguirão seu tempo, os frutos irão amadurecer em seu tempo e não da pessoa; agora a natureza faz a sua magia.

Para meditar:
- Você aprecia o que conquistou?
- O que vem crescendo de seu trabalho?
- O que está florescendo sem a sua ajuda?
- Você está se sentindo chateada?
- Você deseja ficar mais perto da natureza?
- Você tem aprendido com seus erros?
- Quais ciclos estão quase completos?
(do livro Tarot for Dummies, de Amber Jayanti.)

Eu estou aqui pensando em prestar atenção e valorizar aquilo que temos... E que as coisas se darão em tempo certo... e que é preciso confiar, principalmente no nosso taco.
Penso também que para lados mais densos desse arcano, precisamos de uma atenção para não largar tudo à sorte. Pode ser que isso dê certo, uma vez que é um ano de Mercúrio, porém, nem sempre tudo está do nosso lado. Assim, com bons esforços e boa vontade, podemos observar, com alegria bons e belos frutos =)

Um ótimo ano de Mercúrio para todos!
Pietra