Boas vindas a quem chega!

Este é um blog destinado a falar de tarot. Para escrever sobre tarot e suas infinitas possibilidades. Para ler tarot, presencialmente ou online.

Para agendar a sua leitura, entre em contato: pietratarot@icloud.com ou (11) 98136-2050

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Fazendo uma leitura, escrevendo.

Hoje aconteceu uma coisa bem curiosa que me lembrou de possibilidades de ajuda que podemos dar ao consulente.

Há muitos anos atrás, tive uma experiência interessante, lendo tarot, sem cartas. Contei essa experiência na coluna La Pietra Oracolare. Você pode ler aqui!

E hoje aconteceu uma coisa que me colocou pensando em um tanto de coisas. Uma amiga está com uma questão X e me mandou um mail pedindo uma conversa por telefone. Como eu estava na escola, não pude atender e pedi que ela me mandasse as perguntas por e-mail que eu faria a consulta e escreveria o resultado para ela. Combinamos a nossa "troca", afinal, nem relógio trabalha de graça, e fiz como prometido.

Ela mandou duas perguntas... Quando chegaram, peguei o deck... me concentrei nessa minha amiga... e em tudo que eu sei sobre ela. Como se eu pudesse tê-la o mais perto possível. Para o processo que ela está passando, tirei 3 cartas. Para uma ideia de como fazer depois, tirei uma... e por fim, acabei tirando uma coisa a mais... um conselho. Mais uma.

Eu saí da estrutura que ela tinha mandado e acabei usando a sensibilidade para poder ajudar a pessoa com o melhor que eu sabia. E isso é um lance interessante... porque é o tempo que te dá esse tipo de macete - conselhos, ideias, reformulações, trabalhar sem olhar a vida dos outros.

Eu fiquei pensando que isso aconteceu uma outra vez, ou vezes... mas as pessoas não tinham perguntas específicas, mas estavam em situações complicadas em suas vidas... E fiz leituras sem as pessoas por perto. Nesses casos, tendo a olhar o arcano pessoal e em que ano a pessoa está... Geralmente isso resolve a maior parte dos problemas. E se as pessoas tem mais perguntas, vamos conversando e tirando cartas, até que a pessoa consiga uma visão mais clara de sua vida.

Muita gente quer saber se tarot funciona eletronicamente... se funciona a distância. Muitas coisas têm me levado a pensar que sim. Principalmente se estamos pensando em contato humano, mesmo que à distância. Acredito que o inconsciente-coletivo não precisa de toque... mas de sintonia entre as pessoas. E é assim que fazemos essas leituras à distância, lendo e escrevendo.

2 comentários:

  1. O interessante da leitura a distância é como, as vezes, por só estar você e as cartas, fisicamente falando, a coisa flui melhor. É como se você parasse em frente a um "espelho mágico", sem interferências externas, e simplesmente contemplasse o que vem e muitas vezes vem mais do que está sendo procurado e do que é falado e a ajuda acaba sendo melhor.

    ResponderExcluir
  2. Fiz uma vez isso a uma amiga minha que mora longe e estava com a cabeça e a vida toda bagunçada. Confesso que achei estranho tentar tirar assim, pois nunca tinha pensado que seria possivel.
    No final foi uma coisa mto legal, ela esclareceu as questoes que a pertubava e eu percebi que mesmo de longe sempre podemos ajudar aquele que amamos.

    ResponderExcluir